Volume máximo: som alto na caixa pode danificar o aparelho?

caixa de som volume alto

Será que o uso de equipamento de som no volume máximo diminui sua vida útil? Veja o que fazer para evitar o desgaste da sua caixa

 

Quando a música é envolvente, o filme é emocionante e os jogos são realmente divertidos, nós tendemos a aumentar o volume. Você tem o costume de exagerar no som às vezes? Ouvir é um dos cinco sentidos humanos, então sem dúvidas a experiência de entretenimento se torna mais intensa de acordo com a força do sinal. 

 

Mas você já se perguntou se o volume exagerado saindo da sua caixa de som pode acabar comprometendo os alto-falantes? Se sim, o que fazer para evitar esse problema e ainda assim ter uma experiência sonora agradável? Para desvendar as respostas dessas questões, comecemos identificando como funcionam os equipamentos de som.

 

Mecanismo das caixas de som

 

 

Uma caixa de som comum converte sinais elétricos em frequências sonoras, ou seja, transforma o sinal de saída de um aparelho eletrônico em sons. Os alto-falantes são compostos basicamente por um diafragma, seu corpo principal e um eletroímã que vibra de acordo com os impulsos elétricos recebidos. 

 

A intensidade máxima (volume) que um alto-falante é capaz de reproduzir é determinada pelas suas dimensões físicas e pela elasticidade do diafragma. A partir disso, já temos a principal resposta para nossos questionamentos: sim, aplicar uma intensidade de sinal maior que a capacidade de reprodução da sua caixa de som pode danificar seu aparelho. 

 

O problema mais comum decorrente do excesso de volume na caixa de som é a ruptura do material que constitui o diafragma, e os componentes eletrônicos também podem acabar se desgastando e queimando. Sem dúvidas, exagerar no volume pode estragar seu equipamento. 

 

Compreendemos, porém, que é difícil determinar com precisão um volume seguro para o aparelho e garantir sua diversão. A seguir você confere algumas dicas para preservar sua experiência geral com a caixa de som.

 

Qualidade de potência

 

 

Enquanto reproduzir sons graves é extremamente difícil para caixa de som pequena, um subwoofer de qualidade tira isso de letra. Caixas compostas por mais de um alto-falante são capazes de dedicar uma faixa diferente de frequências para cada tipo e garantir mais qualidade na sonoridade, tornando o aumento de volume menos necessário.

 

Existem aparelhos dotados de um controle de sinal, que previnem automaticamente que a potência aplicada pelo usuário exceda o limite da caixa de som. Infelizmente, cada aparelho exige um tratamento diferenciado. É preciso levar em conta a qualidade do dispositivo e suas especificações antes de exagerar no volume.

 

Equalização

 

 

O som é formado por ondas mecânicas provocadas pelo deslocamento do ar. Como baixas frequências exigem um deslocamento maior, reproduzir sons graves é muito mais trabalhoso do que sons agudos. Logo, dependendo da equalização que o usuário utiliza, as caixas podem ser comprometidas mesmo com volumes moderados.

 

Para aumentar o volume do som sem peso na consciência, o usuário deve optar por uma equalização que não exija muito das caixas de som. Acesse as opções de equalização do seu player favorito e selecione uma equalização coerente.

 

Segure o volume

 

 

Além de manter a integridade do seu aparelho, limitar a potência contribui para a qualidade do som. Cada amplificador sonoro possui uma faixa ideal de potência, que geralmente gira em torno de 2/3 do volume total – mas varia de acordo com o modelo. Caso esse limite seja ultrapassado, é possível que a reprodução de som passe por distorções, dando um efeito negativo à sua experiência.

 

A partir de um determinado volume, o som começa a perder nitidez e se distorce à medida que o sinal aumenta. A distorção é o primeiro indicativo de que a caixa não está dando conta de reproduzir conteúdo em determinada potência.

 

Não existe qualquer limite seguro ou fórmula mágica para suas caixas de som. Cada música, filme ou jogo produz sons diferentes com tolerâncias únicas de volume. Porém, seus ouvidos devem agradecer por volumes mais discretos. Ouvir com atenção vai afinar sua audição e evitar possíveis problemas de saúde. 

 

O ideal é que você fique atento ao que suas caixas estão reproduzindo e reduza o volume sempre que perceber a menor distorção do som. A intensidade pode ser menor, mas você ganha em qualidade e não precisa se preocupar em comprar novas caixas. Assim, sua experiência será no mínimo mais duradoura e significativa.

 

NOS SIGA TAMBÉM NO INSTAGRAM E FACEBOOK!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×

Fale com a MECA pelo WhatsApp!

× Como podemos te ajudar?