Problemas das primeiras gerações: veja as maiores falhas de lançamento dos consoles

Já pensou em ser um dos primeiros usuários de um console recém-lançado? Essa pode ser uma experiência e tanto, mas é bom se preparar para os defeitos!

 

Comprar um novo console assim que a geração é atualizada pode ser uma decisão bem interessante. Toda a animação pela chegada de uma plataforma com hardware avançado e o lançamento de novos jogos e recursos podem fazer essa experiência valer a pena. 

 

Mas… Há um grande porém. Quem acompanha as notícias do mundo gamer sabe: é comum os primeiros modelos das novas gerações apresentarem problemas sérios que só são sanados alguns meses ou até anos depois pelas produtoras.

 

De pequenos erros  inconvenientes que afetam poucos jogadores a recall em massa, ser um early adopter (ou seja, alguém que “abraça cedo” as novas tecnologias) significa estar sujeito a algumas dores de cabeça. 

 

playstation g5d571d5fb 1920 - Assistência Técnica M.E.C.A. Fix - Barra da Tijuca

 

A última geração de consoles, por exemplo, passou por esta situação. Lançado no final de 2020 pela Sony, o poderoso PlayStation 5 chegou com três grandes falhas que afetaram usuários no mundo inteiro, como problemas na reprodução de jogos a partir de HDs externos e controle DualSense com construção frágil.

 

É claro que os erros de primeiros modelos não afetam somente a Sony. Como todo produto tecnológico, mesmo os mais trabalhados por empresas de grande porte, podem acabar apresentando fraquezas que só são descobertas durante o uso contínuo. 

 

Isto explica por que mesmo testes de alto padrão antes dos lançamentos não são suficiente para tornar um novo dispositivo, jogo, aplicativo, celulares e outros eletrônicos 100% isentos de erros. Para provar nosso ponto, vamos te contar as piores falhas em massa da história dos videogames. 

 

Xbox 360 e o recall bilionário da Microsoft

 

controle xbox one - Assistência Técnica M.E.C.A. Fix - Barra da Tijuca

 

As “três luzes vermelhas da morte” (3 Red Lights ou 3RL) até hoje causam pesadelos em quem teve um Xbox 360 e sofreu com este problema, que foi o mais sério já enfrentado pela Microsoft e a divisão do Xbox. 

 

Durante o ano de lançamento do Xbox 360, a Microsoft recebeu inúmeras reclamações de jogadores que tentavam ligar seus novos consoles, mas não conseguia. O dispositivo apresentava um anel com três luzes vermelhas ao redor do botão de força – característica responsável por dar nome ao problema de lançamento mais conhecido da indústria.

 

No livro “Xbox Revisited”, segundo informações do Tecmundo, Robbie Bach (o antigo chefão da marca) conta que foi preciso gastar 1 bilhão de dólares para resolver o problema. A Microsoft se comprometeu a consertar ou trocar cada um dos consoles afetados pelo problema, além de aumentar o período de garantia para três anos.

 

Sony e o Playstation 4

 

ps4 slim e controle - Assistência Técnica M.E.C.A. Fix - Barra da Tijuca

 

A Sony também teve o seu próprio problema com consoles incapazes de sequer iniciar. No lançamento do PlayStation 4, cerca de 4 mil compradores a cada milhão de consoles não conseguiam ligar seus novos dispositivos. Em comparação com isso, os problemas do PS5 perdem força!

 

Até porque além de não ligarem, as primeiras versões do PS4 também apresentavam erros como discos de jogo sendo “cuspidos” ou “presos” pelo console, má construção do controle DualShock 4 e entradas HDMI que paravam de funcionar completamente, se recusando a enviar o sinal do console para a televisão. 

 

Os drifits do Nintendo Switch

 

joy con switch - Assistência Técnica M.E.C.A. Fix - Barra da Tijuca

 

Apesar de normalmente criar hardwares muito confiáveis, a Nintendo cometeu alguns deslizes no lançamento do extremamente popular Nintendo Switch

 

Você provavelmente já viu alguém falando sobre o “drift” no Joy-Con esquerdo por aí, um erro que trava o direcional e faz os personagens andarem sozinhos mesmo quando a alavanca analógica não está acionada.

 

Em 2020, o presidente da Nintendo, Shuntaro Furukawa, teve que ir a público se desculpar pelo problema. A empresa chegou a ser processada nos Estados Unidos por conta do erro.

 

Mas assim como no caso da Microsoft e da Sony, a Nintendo trabalhou em uma solução e resolveu o problema – só que levou um tempo considerável. 

 

O Switch foi lançado originalmente em 2017 e somente em julho de 2019 a Nintendo lançou uma versão revisada do hardware. Com as atualizações, o problema foi resolvido e a duração da bateria do console híbrido foi ampliada, passando a durar entre 2 e 3 horas a mais em média.

 

E para você, qual foi o maior problema de lançamento já visto em um videogame? Teve o azar de sofrer com algum dos episódios que listamos? Conte sua opinião e experiência nos comentários!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress
Abrir bate-papo
1
Olá! Obrigado por entrar em contato com a MECA FIX!
Como podemos ajudar?