Placas de Vídeo

Afinal, vale mesmo a pena fazer a troca da placa RTX?

Todas as pessoas que jogam no computador sabem que o principal componente de um PC gamer é a placa de vídeo. Entre as opções disponíveis no mercado, a placa RTX tem uma proposta mais moderna, com uma tecnologia muito mais avançada e uma iluminação cinematográfica realista. Mas será que vale a pena investir nela?

Antes de avaliar uma possível troca, é preciso verificar as especificações da sua placa atual e compará-la com a RTX. Ela tem como nova tecnologia a Deep Learning Super Sampling (DLSS), que utiliza a inteligência artificial ao treinar a placa de vídeo para renderizar imagens mais nítidas.

Ficou interessado? Neste post, vamos mostrar algumas características da placa RTX e se vale a pena fazer a troca. Confira!

Especificações

A nova série de placa de vídeo RTX foi lançada em agosto de 2018 e tem Unidades de Processamento Gráfico (GPUs) muito mais modernas. Em relação à placa GTX, a nova série é mais avançada e vem totalmente equipada com o Ray Tracing, uma iluminação cinematográfica realista. Ou seja, as luzes e sombras dos jogos se comportam exatamente como na vida real.

Algumas especificações mostram a diferença entre as duas placas. A RTX 2080 é mais moderna, tem 14 Gbps de velocidade de memória, 256 bits de interface, 448 GB/s de largura de banda, 225 watts de consumo de energia e seu preço de mercado gira em torno de US$ 799 (cerca de R$ 3 mil).

A placa GTX 1080 foi lançada em maio de 2016, tem 10 Gbps de velocidade de memória, 256 bits de interface, 320 GB/s de largura de banda, 180 watts de consumo de energia e seu preço de mercado está avaliado a partir de R$ 2,5 mil.

Desempenho

Uma das características que mostram o melhor desempenho da RTX em relação à GTX é a nova arquitetura Tuning. Ela tem núcleos de processamento que são dedicados à inteligência artificial. Além disso, como mencionamos, a RTX conta com a presença de unidades de processamento específicas para Ray Tracing.

Imagem

Com o desenvolvimento das novas tecnologias, as placas de vídeo mais modernas vão ganhando a capacidade de proporcionar imagens melhores do que as antigas. A resolução das imagens dos games com os computadores que utilizam a placa RTX são bem mais avançadas. Ela utiliza o Deep Learning Super Sampling (DLSS) para renderizar imagens nítidas e com um desempenho duas vezes mais rápido.

Consumo

A RTX 2080 conta com um fator negativo quando comparada à GPX 1080: o maior consumo de energia. Isso ocorre porque a placa mais moderna oferece um crescimento em performance, um processamento de redes neurais e inteligência artificial. Além disso, ela trabalha com Ray Tracing em tempo real. Enquanto a RTX tem um consumo de 215 watts, a GPX consome apenas 180 watts.

Antes de escolher a sua placa de vídeo e definir se vale a pena fazer uma troca, reflita sobre o seu real objetivo com um computador. Caso você seja um gamer e precise de um processador mais rápido, imagens mais nítidas e reais, a placa RTX pode ser uma boa alternativa. Apesar do preço e do consumo serem um pouco maiores, ela proporciona uma experiência mais moderna e avançada nos jogos de computador.

E aí, gostou do nosso post sobre a placa RTX? Então continue navegando no nosso site e leia agora mesmo o texto “Placa de vídeo aquecendo: 6 dicas para evitar o superaquecimento“.

Atenção! Não recomendamos o manuseio do console caso você não tenha experiência. As peças internas são sensíveis e podem ser danificadas no processo, levando a novos problemas. Vale lembrar que o rompimento do lacre, independente do tempo, anula a garantia do aparelho.

Na dúvida, procure ajuda especializada!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *