Galaxy Z Flip X Motorola Razr: saiba as principais diferenças entre os smartphones dobráveis

smartphones dobráveis

Conheça mais sobre dois dos principais modelos de smartphones dobráveis do mercado, suas características e diferenças

Após um período de poucas mudanças realmente palpáveis no mercado dos smartphones, os modelos dobráveis entraram nos planos das principais fabricantes. Duas gigantes que apostaram nessa tecnologia recentemente foram a Motorola, sob comando da Lenovo, e a Samsung. 

O smartphone dobrável da Motorola, o Razr 2019, vem com a proposta de reinventar o aclamado Razr V3. Esse celular, caso não se lembre, foi lançado em 2004 e considerado um dos celulares mais vendidos da história. Trazendo um ar moderno ao design já familiar, a Motorola aposta em configurações intermediárias para o modelo.

Por outro lado, a concorrente sul-coreana anuncia seu mais novo modelo dobrável. Depois do polêmico Galaxy Fold, chegou a vez do Galaxy Z Flip ser o assunto da vez. Mesmo com pouco tempo de lançamento, já vem com configurações de topo de linha com design arrojado.

Confira as principais diferenças entre os smartphones dobráveis Motorola Razr e Galaxy Z Flip:

 

Design

 

Um dos pontos fortes do Razr definitivamente é o design. O apelo nostálgico ao repaginar o clássico Razr V3 realmente chama a atenção dos consumidores. Assim como em seu antecessor, o modelo consegue se fechar completamente, impedindo que pequenos objetos entrem, diferentemente do que acontece com o Galaxy Z Flip. O diferencial de não se fechar completamente não necessariamente é uma desvantagem para o Galaxy. É graças a esse vão na tela que o aparelho consegue ficar dobrado ao meio e realizar multitarefas.

No modelo da Samsung, as semelhanças com os demais topos de linha recentes da marca ficam claras. A câmera frontal segue o padrão centralizado e discreto em forma de “furo”, enquanto a de seu concorrente se encontra no notch da tela. 

 

Tela

 

A sul-coreana é conhecida pelas telas de qualidade e nesse aparelho não seria diferente. A empresa investiu em uma tela principal com tecnologia Amoled de 6.7”. O modelo da Motorola acaba acaba perdendo nesse quesito por não reproduzir conteúdos em qualidade Full HD, algo que prejudica bastante quem consome muita mídia e redes sociais no celular. A tela principal do Razr vem com um tamanho de 6.2” e tecnologia P-Oled, inferior ao da Samsung. 

As telas secundárias dos aparelhos são um grande diferencial dos modelos dobráveis. Trazendo de volta a pegada flip dos celulares, a tela secundária em ambos auxilia na visualização de notificações mesmo com o celular fechado. No novo Razr, a tela secundária se destaca por ir além das notificações. Com ela, é possível ajustar enquadramento e fotos quando tiradas selfies com a câmera principal. Infelizmente, a tela secundária do Galaxy Z Flip é menor que a do concorrente e é voltada apenas para mostrar notificações. 

 

Demais diferenças

 

Para além das diferenças mais aparentes, os aparelhos vêm com diferentes configurações e capacidade de bateria. Nessa batalha, o Galaxy Z Flip vem com mais armazenamento e potência, trazendo 8GB de RAM e 256GB de armazenamento contra 6GB de RAM e 128GB de armazenamento do seu concorrente, Motorola Razr. 

Ambos os aparelhos trazem baterias duplas acopladas nas telas e se diferenciam na capacidade. O Motorola vem com 2.510mAh enquanto o Galaxy traz 3.300mAh. Vale lembrar que o modelo Samsung possui tela maior, portanto sua capacidade maior de bateria não necessariamente significa uma maior autonomia de uso.

 

E o preço?

 

Lançados recentemente, os dois smartphones dobráveis devem chegar ao mercado pelo preço de R$8.999.

E você? O que está achando dos lançamentos de smartphones dobráveis? Conta pra gente aqui nos comentários!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Abrir bate-papo
1
Escanear o código
Olá! Obrigado por entrar em contato com a MECA FIX!
Como podemos ajudar?