Tensão 127v, 220v ou bivolt? Saiba como cada uma funciona e evite acidentes!

aparelho bivolt

Em um mundo cada vez mais tecnológico, um tópico importante é a tensão elétrica, mais conhecida como voltagem dos dispositivos eletrônicos

 

Em um mundo cada vez mais tecnológico, um tópico importante — porém facilmente ignorado — é a tensão elétrica, mais conhecida como voltagem dos dispositivos eletrônicos. Cada aparelho suporta uma determinada tensão, que deve ser oferecida na tomada de forma segura. Espera-se, assim, evitar danos aos dispositivos e acidentes graves relacionados à eletricidade.

 

Por isso é importante conferir, antes de escolher eletrodomésticos e eletroportáteis, se eles são bivolt ou se têm a tensão adequada para a sua região. Existem duas opções: 127 volts ou 220 volts. Se esse fator não for levado em consideração, é possível que o aparelho seja queimado ou cause danos à fiação do local onde foi plugado.

 

No entanto, quando o assunto é tensão, há diversas dúvidas comuns e bastante válidas. Afinal de contas, com segurança não se brinca. Como funcionam os aparelhos bivolt? Por que todos os aparelhos não são assim? Qual a diferença entre 127v e 220v? É melhor optar por 127v, 220v ou bivolt? É possível ligar um aparelho 127v em 220v? Se você está se questionando a respeito desse assunto, não deixe de conferir a seguir nossa explicação sobre cada uma dessas perguntas.

 

Como funcionam os aparelhos bivolt?

O aparelho bivolt é aquele com duas opções de voltagem. Geralmente, esse tipo de aparelho tem um pino, que permite que você mude a voltagem para 127V ou 220V. Com isso, dependendo do lugar que você estiver, poderá fazer o ajuste e evitar possíveis danos. Trata-se do dispositivo ideal para quem viaja bastante e costuma carregar consigo itens como chapinhas, barbeadores, secadores, dentre outros portáteis na mala de viagem. 

 

Mas se sua preocupação for o carregador do celular, seu notebook ou outros equipamentos de informática, pode relaxar. Esses aparelhos de ponta contam com sistema autovolt, uma tecnologia que possibilita a utilização tanto da tensão 127V, quanto de 220V. Assim que você liga na tomada eles reconhecem a tensão elétrica automaticamente e trabalham na certa. 

 

 

Por que nem todo aparelho eletrônico é bivolt?

 

A diferença na tensão elétrica começou porque, quando as redes de energia de outros países começaram a chegar em território brasileiro, cada empresa usava uma diferente. Assim, uma parte das cidades ficou com a 220V e outra com a de 110V — que foi gradualmente substituída pela de 127V.

 

No Brasil existe uma lei, aprovada há quase uma década, que determina que a totalidade dos itens comercializados devam ser bivolt. Porém, ainda hoje nos deparamos com a comercialização de aparelhos fabricados para funcionar com tensões elétricas específicas. Um bom exemplo disso são os produtos importados diretamente de sites estrangeiros, que nem sempre passam pelos órgãos de controle.

 

 

Qual a diferença entre 127v e 220v?

 

A principal diferença entre as tensões de 127V e 220V é o tamanho do fluxo de eletricidade que passa pelos fios. A voltagem 127V precisa de fios de condução elétrica mais grossos para acionar lâmpadas ou eletrodomésticos, afinal, o fluxo é superior aos utilizados em tensões 220V, o que ocasiona o aquecimento de fios.

 

Por sua vez, as tensões 220V apresentam fios em padrões mais finos, pois o fluxo de energia é mais baixo, com menores riscos de incêndio nos cabos ou projeto elétrico como um todo. 

 

É por isso que, normalmente, indústrias, shoppings e outros locais de grande porte com intensa utilização de energia dão preferência a dispositivos 220V. Isso vale também para os aparelhos domésticos que consomem muita energia e exigem uma corrente alta, como chuveiro elétrico e ar-condicionado.

 

 

É possível ligar um aparelho 127v em uma tomada 220v e vice-versa?

 

As chances de queimar um aparelho elétrico de 127V ligado em uma tomada de 220V é enorme, já que ele estará entrando em contato com uma tensão muito maior do que a suportada. Portanto,é imprescindível que você confira a tensão suportada pelo dispositivo e a oferecida pela tomada antes de conectá-los.

 

Se o contrário ocorrer, isto é, se você ligar um aparelho de 220V em uma tomada 127V, o dispositivo não vai queimar. No entanto, o funcionamento se dará com metade da potência, pois a corrente elétrica não vai ser suficiente. O recomendável é sempre usar sempre a voltagem indicada para o eletrônico.

 

 

É melhor optar por 120v, 220v ou bivolt?

 

No final das contas, não existe isso de melhor ou pior quando o assunto é tensão elétrica. Para que você escolha adequadamente essa característica, será preciso levar em consideração detalhes relacionados às suas instalações e o tipo de utilização que costuma fazer. Em termos de economia na conta de luz não existe diferença. 

 

Antes de mais nada, confira com cuidado qual é a voltagem fornecida na sua residência e adquira produtos que possam ser utilizados em tal tensão, especialmente se a compra for internacional. Se você quiser aumentar a segurança da instalação, pode instalar um disjuntor, que visa a proteção de dispositivos contra curto-circuitos e correntes que ultrapassam o valor nominal permitido.

No entanto, se você costuma realizar viagens com frequência, considere adquirir eletrônicos portáteis bivolt. Assim, você poderá se deslocar com um mesmo aparelho sem se preocupar com a voltagem do local para onde está indo. 

 

 

NOS SIGA TAMBÉM NO INSTAGRAM E FACEBOOK!

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×

Fale com a MECA pelo WhatsApp!

× Como podemos te ajudar?