Playstation

Cooler: entenda a importância desse componente para o desempenho do seu console

cooler

Falta de limpeza nas ventoinhas é uma das principais causas de problemas nos consoles; risco de superaquecimento é grave

Dentre as inúmeras práticas simples que expandem a vida útil e melhoram o funcionamento de aparelhos eletrônicos, pode-se considerar que a principal é a limpeza dos componentes internos. A sujeira acumulada é a causa mais comum de problemas relacionados às peças de consoles e notebooks, por exemplo. 

Geralmente esses dispositivos apresentam ventoinhas ou coolers em sua composição, isto é, uma espécie de ventilador adaptado que facilita a circulação de ar e evita superaquecimento. São essenciais também para melhorar a autonomia da bateria, uma vez que a alta temperatura causa maior consumo de energia, e a velocidade de processamento de informações.

Se você deseja garantir a alta performance do seu console de videogame por mais tempo, é essencial entender como funciona o cooler, a importância dos cuidados com esse componente e alguns passos para sua manutenção. 

O que é o cooler?

O cooler ou ventoinha é um componente presente na estrutura de aparelhos eletrônicos, exercendo um papel fundamental: evitar superaquecimentos da máquina, promovendo a conservação de inúmeros componentes. Sua aparência é similar à de ventiladores que já conhecemos, composto por hélices. 

Essas estruturas funcionam de modo preventivo. Assim que o dispositivo é ligado, são ativadas para verificar o nível de calor. A partir disso, o funcionamento é pautado com base na temperatura dos componentes internos mas, na maioria dos dispositivos eletrônicos, não param de funcionar durante o uso. Em PCs, é comum a presença de dois coolers internos: um para resfriar o processador e outro para diminuir o calor da fonte de alimentação. Na maioria dos notebooks e consoles de videogame, só há um.

Riscos da falta de limpeza

No entanto, essa mesma ferramenta, fundamental para o funcionamento dos aparelhos eletrônicos, pode ser a causa de danos sérios à sua integridade. O acúmulo de poeira é o grande vilão de qualquer dispositivo. As telas e entradas, bem como a ventoinha, que facilitam a circulação de ar e mantêm uma temperatura saudável para as peças internas, infelizmente, possibilitam também o fluxo de sujeira. 

Quanto maior o acúmulo de resíduos, é de se imaginar, menor a circulação do ar. E nesse cenário as peças internas estarão submetidas a temperaturas elevadas, aumentando significativamente o risco de superaquecimento, queima de componentes e outras consequências. Sem contar os problemas imediatos para o uso diário, como lentidão nos processos e consumo desenfreado da bateria.

Como saber se o cooler precisa ser limpo

Os aparelhos eletrônicos tendem a “demonstrar” a necessidade de limpeza, apresentando problemas que muitas vezes passam desapercebidos. No caso dos consoles, as pistas vão além de barulho excessivo por conta da falta de circulação de ar (e consequente esforço da ventoinha para girar mais rápido), por exemplo! Confira alguns desses indícios que auxiliam a identificar a necessidade de uma manutenção preventiva:

  • Falta de circulação de ar na ventoinha;
  • Temperatura elevada na carcaça;
  • Desligamento repentino após alguns minutos de uso, especialmente nos casos em que o aparelho não religa imediatamente após a tentativa de inicialização.

Observe se seu console apresenta um ou mais desses sinais intrinsicamente relacionados às ventoinhas e busque realizar a higienização, a fim de evitar consequências mais graves. 

A limpeza é simples e pode ser realizada em casa, a depender da complexidade da estrutura do dispositivo eletrônico e, ainda mais importante, da familiaridade do indivíduo que realizará a atividade com o assunto. O recomendável é que a higienização completa seja feita a cada três ou quatro meses. 

Dicas de limpeza e conservação

É claro que alguns cuidados no dia a dia podem auxiliar na manutenção do seu console e retardar o acúmulo de sujeira, facilitando inclusive o trabalho na hora de realizar a higienização total. Veja algumas dicas:

  • Posicione seu dispositivo longe de lugares com alta incidência da luz solar, a fim de evitar aquecimento;
  • Não coloque seu aparelho próximo de locais onde são realizadas refeições e demais atividades que ocasionam maior liberação de sujeira;
  • Limpe com frequência a carcaça e as imediações do local onde o dispositivo repousa, a fim de retirar pó e resíduos que ficam invisíveis.

Lembre-se de nunca utilizar produtos de limpeza, tanto nas higienizações corriqueiras quanto na periódica. É comum a ideia de que água, álcool e demais substâncias ajudam a limpar, mas na verdade aparelhos eletrônicos não combinam com líquidos! Todas as peças internas são suscetíveis a defeitos quando entram em contato com líquidos inapropriados. 

Portanto, opte sempre por utilizar panos limpos e secos, com textura macia. Se possível, faça uso do pano de microfibras, que além de ser macio, não solta fiapos. A calma e cuidado na hora de higienizar também é de extrema importância, visto que todos os componentes internos são sensíveis e podem quebrar com manuseio apressado ou brusco.

Substituição da pasta térmica

Não menos importante, a substituição da pasta térmica é fundamental para garantir a durabilidade de um aparelho eletrônico, visto que está relacionada diretamente ao processador. A pasta térmica é, basicamente, um líquido espesso que fica em contato direto entre a CPU e o seu cooler, com a função de evitar o superaquecimento do processador. A pasta térmica atua preenchendo os espaços vazios entre esses dois componentes. Geralmente ocupadas por ar, essas lacunas atrapalham a boa condução de calor entre o processador e cooler.

A pasta térmica é normalmente produzida para durar por vários anos sem precisar ser substituída. No entanto, a depender de sua composição, é possível que ocorram perdas de eficiência com o passar do tempo. Uma diminuição na capacidade de manter a temperatura de operação em níveis aceitáveis resulta em um desempenho inferior do processador, que é programado para reduzir sua performance sempre que a temperatura se aproximar de um limite crítico, para evitar danos maiores ao componente.

Dessa forma, a manutenção da pasta térmica e a sua correta substituição são fundamentais para manter um bom funcionamento do dispositivo.

ATENÇÂO!

Visto que o manuseio incorreto das peças internas pode causar sérios problemas ou até mesmo perda total do aparelho, é preciso dizer que o apoio de uma assistência técnica é sempre recomendável! Profissionais especializados saberão identificar exatamente o que o seu aparelho eletrônico precisa para prolongamento da vida útil, fora as manutenções preventivas periódicas. Em caso de dúvidas, busque ajuda especializada!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *